22/08/2014

A hora do vinho de sobremesa

Juliana Palma RS

Taças de vinho por "teste"Mesmo que não seja muito comum entre os consumidores, o vinho de sobremesa é uma atração à parte quando se trata da bebida. É doce, produzido quase exclusivamente com uvas brancas, cuja principal característica é a conservação de parte do açúcar natural da uva, e pode ser degustados acompanhado de um doce, ou sozinho.

Entre as técnicas mais disseminadas de produção de vinhos de sobremesa estão a colheita tardia (que, como o próprio nome revela, tem a colheita feita após a maturação da uva), a passificação (os cachos de uva passam por uma desidratação) e o fungo Botrytis Cineria (ataca as uvas de maneira natural, em ambientes frios e úmidos).

Alemanha, França, Hungria e Chile estão entre os principais países produtores de vinhos de sobremesa, mas os mais conceituados no gênero são o Sauternes e o Tokaji, produzidos unicamente nas regiões francesa e húngara, respectivamente, de nome homônimo.

Quando o assunto é harmonização, Fabiano Mewius, gerente e sommelier do restaurante Belle du Valais, em Gramado, afirma que não há nenhum mistério na hora de combinar.

– Pode-se usar conceitos como a justaposição ou a contraposição. Ou seja, combinar vinhos doces com sobremesas doces, ou vinhos doces com sobremesas menos doces – explica Mewius.

Segundo ele, vinhos de sobremesa combinam muito bem com doces crocantes, como a tuile (biscoito crocante fino, de origem francesa e com o formato de uma telha). Ou até mesmo com doces que levem frutas como pêssego, goiaba e morango. Já sobremesas cítricas, feitas como limão ou laranja, não vão bem com esse tipo de bebida.

Que tal conhecer um pouco mais dos vinhos de sobremesa? Confira abaixo três dicas de rótulos:

 


Tarapacá Late Harvest

Produzido principalmente com as uvas Sauvignon Blanc e Gewürztraminer, este vinho chileno tem aroma intenso e complexo, e é delicado no paladar. Essas características tornam a bebida equilibrada.
Harmonização: banana flambada com sorvete.


Chateau Dereszla Tokaji Aszú

Um pouco mais salgado para o bolso, esse é um dos vinhos de sobremesa mais conceituado. Tem um aroma elegante, que lembra mel e damasco. É complexo e bem equilibrado, com uma luminosa coloração amarela.
Harmonização: creme italiano e nougatines (biscoitinhos de amêndoas).


Norton Cosecha Tardia

Elaborado com uvas Chardonnay colhidas tardiamente, este vinho argentino tem aroma agradável, com notas de frutas cítricas e damasco. Tem uma coloração amarelo-ouro e uma acidez equilibrada, com final harmonioso.
Harmonização: mil-folhas de doce de leite.

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Juliana Palma