09/04/2020

Dicas de harmonização de vinhos e chocolates

Natália Frighetto RS

Chegou a Páscoa, há chocolates por todos os lados. Embora alguns de nós já tenhamos passado da idade de esperar o coelhinho deixar a cesta de ovos no domingo, ainda podemos desfrutar de bons doces, né? Juliana Ustra, idealizadora do projeto Chocolates do Brasil diz: “Chocolate é um alimento afetivo que faz parte de festas de família, é presente, vale como um abraço entre amigos”. E foi exatamente nisso que me inspirei para trazer as dicas desta semana.

Hoje em dia, há diversos tipos deles: ao leite, o preferido dos brasileiros, intensos, com 70% de cacau, até o branco, que faz parte de algumas polêmicas. Essa variedade se assemelha ao mundo dos vinhos, que podem ir dos secos aos suaves, frutados ou não, menos ou mais intensos. E aí fica a pergunta: como podemos combinar duas coisas tão diferentes e com sabores tão marcantes?

Chocolate é uma mistura de massa e manteiga de cacau, com açúcar e leite. Os ingredientes nos ajudam a entender melhor o produto. Quando pensamos em harmonização, as mais tradicionais são por sabores em semelhança e em contraste. Mas, antes de compartilhar as melhores combinações, vale a dica: nas degustações, sempre começamos com o chocolate branco, depois ao leite e, por fim, os com maior teor de cacau, isso ajuda a não saturar as papilas gustativas.

CHOCOLATE BRANCO
Composto por manteiga de cacau, leite e açúcar, o chocolate branco tem textura macia, bem cremosa e sabor mais adocicado. Por ter maior concentração de gordura, é legal experimentá-lo com um vinho mais ácido. Que tal um sauvignon blanc? Se preferir harmonizar por semelhança, o rótulo da vez é um colheita tardia de uvas bem maduras e aromas acentuados.

Ventisquero Clássico Sauvignon Blanc Branco 750ml
Valor: R$45

Les Remparts de Bastor Lamontagne Sauternes
Valor: R$175

CHOCOLATE AO LEITE
Sua composição é massa de cacau, açúcar, leite e um pouco de manteiga de cacau. Também tem textura macia e cremosa, por isso vale o teste com um rosé para equilibrar a doçura com a acidez. Para os que preferem tintos, um pinot noir vai bem. Pelo chocolate ao leite ser doce, temos que cuidar com a intensidade da bebida - para não termos amargor de final de boca.

Vinho Lovara Liberta Rosé
Valor: R$40

Saurus Pinot Noir
Valor: R$80

CHOCOLATES INTENSOS
Por fim, os chocolates intensos, aqueles que são elaborados com massa de cacau, manteiga de cacau e açúcar. São mais escuros, com sabor marcante, alta presença de polifenóis e aromas de terroir, que podem ser frutados, florais, de couro - variam conforme a origem do cacau. Vale experimentá-los com um merlot de sabor intenso e paladar aveludado, ou até mesmo um italiano primitivo, bem estruturado, que completa a intensidade do chocolate. Mas, como sempre falo por aqui, as combinações valem o teste. Experimentar, encontrar o seu paladar, descobrir novos sabores. Viver essa experiência na sua casa pode ser uma boa distração durante a quarentena. Aproveite!

Uranga Gran Reserva Merlot 2014
Valor: R$65

Terre Avare Primitivo Puglia
Valor: 100,00

Dica para fazer a degustação em casa:
a Des Confeitaria trabalha com chocolates brasileiros artesanais e aceita encomendas em Porto Alegre pelo telefone (51) 99867-3313 - informações no Instagram @des.confeitaria. Já os vinhos foram selecionados da adega Stop Express Armazém, que tem telentrega de segunda a sexta, das 8h às 18h, na Capital, pelo telefone (51) 3029-8228. Consulte disponibilidade também pelo Instagram @stopexpressarmazem.

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Natália Frighetto