28/03/2019

Do que é feita a vodka? | Natália Frighetto

Natália Frighetto RS

Quando falam em vodka, vêm as lembranças do Carnaval, da mistura com suco e energético ou daqueles drinks para abrir os trabalhos de uma noite.  Acabamos quase sempre relacionando o destilado ao preparo de um coquetel. No entanto, como grande parte das bebidas, a origem da vodka está ligada aos anestésicos – sim, ela foi feita para ser consumida pura.
Foto: Divulgação

Leia também:
Mitos sobre a cerveja
A importância das mulheres na história do vinho

Mas, ela nada mais é do que um destilado de cereais, que pode ser batata, centeio, trigo, entre outros. Inicialmente, é feita a fermentação desses insumos para depois destilar. O processo visa tirar todo e qualquer resíduo de aroma e sabor, passando, inclusive, por uma filtração para auxiliar na qualidade do produto final. Grandes marcas trabalham com vodka bi, tri ou até tetra destilada, buscando a pureza insípida e inodora, a famosa neutralidade.

Muito tradicional nos países do leste europeu, a “aguinha” (tradução de vodka) já teve seu ápice de consumo, quando apresentava percentual alcoólico superior a 50%. Hoje em dia, a diluição do destilado fica na média dos 40% de álcool.

As vodkas elaboradas a partir da batata, como a polonesa Chopin, geralmente, são mais cremosas no paladar. Já a sueca Absolut e a russa Stolichnaya são elaboradas a partir do trigo e tendem a ser mais leves e fáceis de beber. A polonesa Belvedere, destilada do centeio, é a mais potente no paladar.

A bebida é extremamente versátil e casa bem com drinks doces e amargos. Aqui no Brasil, também é  uma boa substituta da cachaça em alguns momentos, como no caso da caipirinha. Também tem a versão de mojito que, no lugar do rum, adiciona uma dose de vodka.

A verdade é que o destilado se tornou indispensável na hora de montar um bar em casa ou de curtir uma noite com os amigos.

*Natália Frighetto é a enóloga e sommelière da Casa Destemperados

Se você tem qualquer dúvida ou sugestão sobre bebidas, manda um e-mail que a Nat te ajuda: natalia.frighetto@zerohora.com.br

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Natália Frighetto