02/05/2019

Novidades e tendências no mundos dos vinhos e espumantes

Natália Frighetto RS

O mundo anda para frente e os vinhos e espumantes precisam seguir o mesmo caminho. Após uma imersão em tendências e novidades promovida pelo Centro Italiano de Análise Sensorial, em Porto Alegre, compartilhamos o que você deve encontrar a curto e a longo prazo nas prateleiras das vinícolas e dos supermercados. Vale ressaltar que não existe certo ou errado, mas novas formas de consumir a bebida milenar. Experiências são cada vez mais importantes para o consumidor, assim como a origem dos rótulos e suas características.

VEZ DOS ORGÂNICOS, VEGANOS E BIODINÂMICOS
A preocupação com a saúde e com a origem do que se consome é uma tendência mundial. Os vinhos, claro, não poderiam ficar para trás. Há uma produção significativa de rótulos considerados veganos e orgânicos, mas, para isso, é preciso que os vinhedos passem por uma série de adaptações. Afinal de contas, para produzir vinho orgânico, é necessário que as uvas sejam orgânicas. Os vinhos biodinâmicos também estão em pauta. Neste caso,
o vinhedo segue os conceitos do calendário lunar. Questões relacionadas a adubação e ao fortalecimento das plantas, época de poda e de colheita são especialmente respeitadas.

ERA DOS ROSÉS
Os rosés estão com tudo e cada vez mais consolidados no mercado. Há os rótulos com maior intensidade de cor e estruturados no paladar, além dos frescos, frutados e com tons claros. E a tendência dos rosés deve ir além dos vinhos, alcançando também a produção de drinks e de gins.

MÉTODOS DE ELABORAÇÃO
Os métodos de elaboração estão se tornando pontos importantes para os apreciadores da bebida. Existe um retorno aos tempos em que se produziam vinho em ânforas e tinas de barros. Atualmente, vinícolas como a Bodega Garzón, no Uruguai, estão utilizando tanques de concreto para armazenar e fermentar seus rótulos.

UVAS DIFERENTES
No mundo do vinho, existem variedades de uvas consideradas tradicionais, como cabernet sauvignon, merlot e chardonnay. Embora elas ainda sejam muito utilizadas na produção, castas consideradas autóctones devem ganhar força, como as portuguesas alvarinho, trincadeiras e aragonez, e as italianas teroldego e corvina Italiana.

AS EMBALAGENS TAMBÉM MUDARAM
As embalagens e a forma de servir também estão com novidades. A marca gaúcha Ovnih lançou uma espécie de espumante em lata para facilitar o consumo da bebida em diferentes lugares, e está fazendo sucesso. Também existem rótulos que oferecem experiências com realidade virtual e permitem uma maior interação entre produto
e consumidor.

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Natália Frighetto