12/09/2019

O manual do mestre-cervejeiro

Destemperados

Conversamos com a sommelier e mestre em estilo de cerveja Rafaela De Conti e reunimos dicas importantes que todo apaixonado por cerveja precisa saber.

Leia também
8 bares cervejeiros na Serra Gaúcha e em Porto Alegre
Mitos sobre a cerveja | Natália Frighetto

Foto: Omar Freitas, Agência RBS

COMO LER UM RÓTULO?

A maioria dos rótulos contém informações que auxiliam a identificar as características da bebida e a melhorar a experiência de consumo. Apesar de variar de acordo com a cervejaria produtora, abaixo, explicamos as mais comuns.

• ESTILO: é uma das principais informações descritas em um rótulo. Existem guias que apontam em torno de 140 diferentes estilos de cerveja, ou seja, 140 receitas que estão dentro de um padrão de características, mas que apresentam diferentes interpretações.

• ALE OU LAGER: característica do tipo de fermentação. As cervejas fermentadas com levedura lager são mais delicadas. As ales são mais complexas.

• INTERNACIONAL BITTERNESS UNIT (IBU): é a unidadde de amargor da cerveja. Quanto mais alto for o número, maior será a percepção do lúpulo.Mas isso funciona na teoria, pois a cerveja é uma combinação de doce com o amargo. A proporção pode influenciar na percepção.

Outras informações como graduação alcoólica, temperatura ideal de consumo e dicas de harmonização estão na maioria dos rótulos e complementam ainda mais a experiência.

POR QUAL CERVEJA COMEÇAR A BEBER?

O legal do grande número de estilos é ir provando e escolhendo qual agrada mais o seu paladar. As menos alcoólicas são as mais indicadas para quem está começando. Witbier é um clássico por ser leve e, ao mesmo tempo, complexa nos aromas e nos sabores. A graduação alcoólica é baixa, a acidez é leve, além de ser refrescante, com aromas e sabores de laranja e de semente de coentro. Outros estilos indicados são pilsen, weiss, pale ale e dunkel.

O QUE SÃO OS NÍVEIS DE INTENSIDADE?

Teor alcoólico, amargor e complexidade de aromas e sabores são intensidades que variam. Um exemplo está nas variações do estilo IPA. Uma session IPA tem amargor baixo e graduação alcoólica de no máximo 5%. Já uma IPA tradicional é amarga, com teor alcoólico em torno de 7%. Double ou Imperial IPA têm amargor elevado e teor alcoólico que pode chegar até 10%.

5 ESTILOS DE CERVEJA PARA CONHECER

PILSEN: é a nossa cerveja tradicional, aquela para tomar bem geladinha. Vai bem com amendoim, boteco e batata frita.

WITBIER: é uma cerveja de trigo, fermentada com casca de laranja e coentro, muito refrescante. Vai bem com salada de camarão, beira da piscina e primavera.

AMERICAN PALE ALE: tem aromas cítricos, lúpulos americanos e um leve dulçor. Combina com o outono, com hambúrgueres e com happy hour.

INDIAN PALE ALE: de lúpulo inglês, esse estilo tem um certo amargor. Harmonize com uma churrascada e uma boa
rede para relaxar.

STOUT: é uma explosão de aromas e de sabores de café. Deguste com chocolate, no inverno, ao lado da lareira.

QUAL A OCASIÃO CERTA PARA CADA ESTILO DE CERVEJA?

O universo cervejeiro é muito rico em aromas e sabores. Não existe a cerveja certa para cada momento, mas algumas
combinações casam perfeitamente bem e potencializam a experiência conforme a situação e o paladar. Verão e piscina combinam com estilos leves e refrescantes, com por exemplo witbier. Inverno e frio vão bem com cervejas mais densas e alcoólicas, que provocam aquecimento. Imperial stout e porter são perfeitas para esses dias. Para aquele casamento perfeito entre churrasco e cerveja, a dica é harmonizar com estilos que complementam os sabores do alimento, como dubbel, brown ale, dunkel ou IPA. Pilsen e weiss são outras opção mais leves e que acompanham muito bem o típico assado.

COMO HARMONIZAR?

POR CONTRASTE
É quando colocamos sabores em oposição. Podemos servir um brownie de chocolate com uma cerveja de estilo stout, que tem sabor de café, por exemplo. Essa combinação quebra o amargor da bebida que, consequentemente, também
quebra o dulçor da sobremesa.

POR SEMELHANÇA
Ocorre ao encontrarmos elementos sensoriais que se assemelham tanto na bebida quanto na comida. É o caso de uma salada com peixe e molho de laranja servida com uma cerveja witbier, que leva a casca da fruta em sua composição.

POR POTÊNCIA
É quando degustamos uma cerveja altamente alcoólica com um prato gorduroso. Nesse caso, poderíamos combinar uma dubbel com cordeiro. O álcool elevado ajuda a limpar as papilas já saturadas pela gordura.

MITOS E VERDADES

PURO MALTE É SINÔNIMO DE QUALIDADE EM UMA CERVEJA?
De jeito nenhum! O importante é a qualidade dos ingredientes utilizados na receita e o cuidado no processo de produção dela.

CHOPE É MUITO MELHOR DO QUE CERVEJA EM GARRAFA?
Depende, pois a qualidade do chope está intimamente ligada à limpeza da chopeira e ao tempo em que o barril está aberto. Isso influencia no frescor da bebida. Há quem diga que gosto não se discute. São dois produtos e cada um tem os seus consumidores.

TODAS AS CERVEJAS COM LÚPULO SÃO AMARGAS?
Tudo depende do estágio em que o lúpulo foi adicionado no processo de produção da cerveja. A session IPA, por exemplo, tem a substância no aroma, mas é bem refrescante e tem pouco amargor.

CERVEJAS ALES SÃO ESCURAS E LAGERS SÃO CLARAS?
As cervejas ale fermentam em temperaturas mais altas, têm aromas e sabores complexos, como, por exemplo, a IPA, a weiss, a stout e a ambar ale. As lagers são fermentadas em temperaturas mais baixas, originando bebidas mais leves, como a pilsen, o estilo mais conhecido do tipo. A coloração não tem nada a ver com a levedura utilizada. Você encontra lagers escuras, como a bock, assim como é possível achar ales claras, como a witbier. Por falar em cores,
muita gente também acha que as bebidas escuras são mais fortes e mais alcoólicas do que as claras. Isso é mito!

NÃO DÁ PARA TOMAR CERVEJA NO FRIO?
Existe uma variedade de estilos de cervejas tão grande, que há opções ideais para serem consumidas no inverno. Um exemplo é a stout, que é mais encorpada e com notas torradas que lembram café e chocolate.

***
Se você gosta de comer e beber bem, e de falar sobre isso, vai gostar também do nosso podcast. O Foodcast é um papo descontraído da equipe de Destemperados sobre gastronomia, dá o play aí!

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro: