14/12/2018

Um chope, por favor | Natália Frighetto

Destemperados



Basta chegarem os últimos dias do ano que sempre saímos do escritório direto para o happy hour. O horário de verão facilita, já que ainda há sol e calor na rua.

O convite, quase sempre, é para beber um chope. Refrescante e alegre, a bebida combina muito com os dias mais quentes. É leve, fácil de tomar e vai bem com um samba. O pilsen cremoso e com colarinho, então, combina perfeitamente com aquele tradicional boteco.

Chope nada mais é do que uma cerveja fresca em barris e servida em torneiras com pressão. Ele pode ser dos mais variados estilos: pilsen, weiss, IPA, entre outros. A diferença está mesmo no armazenamento.

A beer sommelier e consultora de bebidas Débora Ferreira conta que o nome chope vem da variação da palavra schoppen, em alemão. O significado é uma unidade de medida, assim como pint, muito utilizado na Inglaterra. As pessoas pediam a bebida em função do tamanho e assim ela se popularizou.

Há lugares que são referência em servir um bom chope em Porto Alegre. Ir ao Barranco, pedir uma polenta frita e tomar um caneco enquanto espera o restante da família é um clássico. Parar no Tuim e pedir um chopinho para relaxar é obrigatório no verão porto-alegrense. Sentar no Boteco Natalicio, ler as frases nos quadrinhos e ver os copos da bebida rodando nas bandejas é de encher os olhos. Isso sem falar no do Walter, que é praticamente a medida certa para comemorar um momento especial.

A verdade é que sempre temos ótimos motivos para apreciar uma tulipa gelada com colarinho. Gosto é gosto e não se discute. Se for para curtir o verão, levante a mão, acione o garçom

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro: