24/06/2011

Mamma Gema de Bento – as receitas das mammas e do Primo Camillo

Alexandra Aranovich Durante o meu final de semana em família no em Bento Gonçalves, não sei quantas vezes passei pelo Mamma Gema – uma nova trattoria na entrada do hotel Villa Michelon  onde estávamos hospedados. Nada chamou a minha atenção até a hora em que peguei o folhetinho do restaurante e li uma palavrinha mágica: da família Primo Camillo. Turminha, é lá que vamos almoçar.
Logo que comecei a escrever Destemperadinhos Bianca do Antonella Fashion  comentou que o Primo Camilo , em Garibaldi, era um dos melhores restaurantes dessa região, e que a Chiara, a filhinha dela, amava. Sendo assim, se a Mamma e o Primo Camilo são “filhos do mesmo dono” – o Pessali e sua esposa Cledge, por que não experimentar? É tutti buona gente!
Chegamos às 13h30 no restaurante com o meu filho querendo comer o meu fígado de tanta fome. E pelo número de pessoas em frente ao local – a maioria famílias da região - a espera prometia ser longa, muito longa.
A quantidade de pessoas aguardando uma mesa só atiçou ainda mais a minha curiosidade (minha mãe me ensinou que restaurante cheio é um bom sinal!). Pensei rápido e tratei de conseguir um prato de spaghetti à bolonhesa para o Matias. Ele devorou a sua massinha em uma das mesas de espera. Nem deu tempo de fotografar, o guri foi rápido e lambeu o prato. Olha ele já na sobremesa..

Apesar do couvert excelente e algumas taças de champanhe (estamos no Vale, lembra?), nada amenizou a angústia de ver as horas passarem. O único feliz da vida, já comendo a sobremesa, era o Matias. “Mãe, podemos ir embora.”
Uma boa dica para quem for com crianças ao Mamma Gema é aproveitar a área verde do hotel Michelon enquanto aguarda a sua mesa. Foi difícil, mas sentamos, enfim. O mais charmoso no ambiente é o que cerca a casa: o campo e jardim imenso.
Era um domingo e podíamos escolher entre os pratos à la carte ou os da sequência. Por praticidade e muita fome, ficamos com o rodízio. Pulamos o couvert (já degustado durante a espera) e iniciamos os trabalhos com uma deliciosa salada verde com queijo colonial, finas fatias de salame e tomates secos.
E mais champanhe do Vale dos Vinhedos para acompanhar. São diversos sabores de massas e molhos, carnes e temperos que passam e aguçam os paladares dos famintos. A proposta da casa é recriar os sabores das receitas das mammas. A maioria dos pratos ganha um toque de sofisticação, é claro. Como o carro-chefe (na minha opinião), o indescritível capeletti com funghi nativo. Os funghis são colhidos e selecionados pelo próprio proprietário (o Pessali do Primo Camillo).
Pela primeira vez, minha filha comeu e adorou o espaguete à carbonara.
Provamos também o risoto de alcachofra, o excelente penne com bacalhau, as carnesespeciais, o espaguete ao sugo, o ravióli com gorgonzola e nozes ... é, os sabores são fartos e encantadores.
A qualidade dos pratos impressionou, e nada tem “gosto de rodízio.” Ei, alguém resolveu comer novamente ...
Para sobremesa, duas opções. O sorvete com vinho (que segundo o Mojo estava maravilhoso)...
... e - alegria, alegria - os brigadeiros de colher nas canequinhas esmaltadas. Foram várias dessas canequinhas lindas.
Afora a espera interminável do início, tudo estava ótimo. O Mamma Gemma faz parte da série “restaurantes que voltaremos”.
Toda essa fartura gastronômica, com taças e garrafa de champanhe, saiu R$130. Mamma son tanto felice!
MAMMA GEMA TRATTORI 
RS 444, KM 18,9 
Estrada do Vinho / Vale dos Vinhedos (na entrada do hotel Villa Michelon) 
Bento Gonçalves – RS 
Mais informações: www.valedosvinhedos.com.br  
www.trattoriaprimocamilo.com.br
www.villamichelon.com.br

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

Destemperadinhos Alexandra Aranovich