28/10/2013

Casa de Abrahão: pedacinho do oriente no meio do matoMG

Clarisse Elias

Tem dias que tudo o que a gente precisa é fugir da cidade. Espairecer, esquecer do mundo, mudar de tempo. Quando estou nesse estado, pego as trouxas e vou com as amigas prum mato qualquer aqui nas montanhas de Minas. Nem precisa ser longe, mas só de ir para o interior a cabeça já muda, né? E foi num desses fins de semana que fui parar na Casa de Abrahão

Era domingo e já estávamos voltando para casa. Combinamos de esticar a tarde e fazer um almojanta por lá, antes de subir a serra. O bistrô fica localizado no distrito de Palhamo, em Brumadinho. Pertinho mesmo de BH. Não é à toa que muita gente vai da cidade para almoçar ou jantar por ali, naquela casinha fofa rodeada por árvores. 

Na turma, já tinha quem conhecesse o local, mas para mim era experiência inédita. E eu amei! Para começar, um grande biombo, logo na entrada, já nos transporta para um pedacinho qualquer do oriente. 

São dois salões, com mesas de vários tamanhos e, inclusive, algumas com possibilidade de separar o ambiente por cortina. A que a gente ficou era assim. Dava para fazer a rica/famosa. 

Nesse mesmo salão fica também o Abrahão fazendo as fornadas de pão na hora. A gente fica ali, observando todo o processo dele e o salão sendo inebriado pelo cheiro. É simplesmente sensacional. Calma que eu volto nele depois. Acreditem, vale a pena... 

O segundo salão fica rodeado por árvores e é fortemente iluminado. É lindo, mas estava lotado. Ficamos no primeiro mesmo, sem arrependimentos (o pão, sério!). 

As mesas também eram bem legais e tinham tecidos com estampas sensacionais por baixo do vidro. 

Voltando ao que interessa, quando chegamos, uns amigos já nos esperavam com a cerveja no ponto. Essa é a OPA, de Joinville, e a embalagem é de metal! Dá vontade de levar para casa! 

Rolou também um suco de menta. Gostosinho demais! Parece um chazinho gelado calmante. 

(PAUSA) Galinhas na janela da nossa mesa. ? (DESPAUSA) 

Aí, veio ele, o dono da festa, o galã de novela, a última bolacha do pacote: o pão folha mais sensacional que eu já comi na vida. Chegou na mesa direto do forno, feito na hora e com temperos que até hoje não descobri. Olha, não precisava de mais nada... Acompanhado de pastinhas de pimentão vermelho com nozes, hommus e berinjela... putz! É amor demais!

Vale o close! Me dá um cento desse pra eu levar pra casa, por favor! 

E junta-se a ele, o nosso segundo pedido: kibbeh nayye. Um temperadíssimo kibe cru super fresco. Delicia. 

E como tinha gente chata que não come nada cru, manda também um autêntico kibe frito! Uau! Nham Nham...

Para fechar, pedimos também um kafta de cordeiro grelhado. Poxa, vocês não acreditam nisso. É bom demais da conta. Tem um tempero tão diferente, mas tão diferente... Maravilha. 

Tava todo mundo pra lá de satisfeito. Quando já íamos pedir a conta, eu dou uma última zapeada no cardápio e me deparo com isso: mallabie – um delicioso pudim libanês de leite com pistache e calda de damasco. As minhas raízes libanesas não podiam ir dormir sem essa. Tive que pedir e, de novo, os temperinhos não identificáveis quase me mataram do coração. Que coisa mais deliciosa! Amém! 

Com as energias renovadas, pagamos, cerca de 35 dinheiros por pessoa e subimos a serra para começar a semana. 

Ficou na lembrança um almoço delicioso e com uma vista de tirar o fôlego!

Casa de Abrahão
Rua Dois, 29 - Recanto da Serra
Palhano - Brumadinho/MG
Fone: (31) 3575-6084
Aceita cartões
www.bistroarabe.com

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

Clarisse Elias