24/01/2019

Conheça 8 quiosqueiros do litoral gaúchoRS

Victoria Campos

Para nós, comidas e bebidas sempre são protagonistas. Desta vez, resolvemos mudar. Escolhemos dar espaço para que você conheça aqueles que facilitam e dão sabor ao seu dia de praia. Fomos até o litoral gaúcho e conversamos com oito quiosqueiros, cinco de Atlântida e três de Torres.  A ideia é que você descubra um pouco sobre as histórias deles e, claro, saiba o que selecionamos de melhor de cada lugar. Porque as comidas e bebidas podem não ser personagens principais desta vez, mas, deixá-los de fora, jamais!

Conheça, por meio de breves perfis, alguns profissionais responsáveis pelas delícias servidas na beira da praia de Atlântida e Torres. 

Leia também:
12 bares e restaurantes para curtir no litoral gaúcho
Receitas da Lela: comidas e bebidas para levar à praia

ATLÂNTIDA

QUIOSQUE DO ALOHA
Fotos: Anahís Vargas/Agência RBS

O sotaque portoalegrense de Leandro ainda não ficou para trás, mesmo morando na praia há 15 anos. Junto da esposa Aline, ele é o responsável pelo quiosque Aloha, um dos mais próximos da plataforma de Atlântida. Diferentemente dos outros, o cardápio deles conta com apenas uma fritura: o clássico pastel. O lanche adicionado por conta das crianças destoa do restante do menu, que é totalmente natural. A escolha por servir esse tipo de comida ocorreu, primeiramente, porque Aline é nutricionista. Mas, o casal também desejava levar ao público o saudável estilo de vida que levam. E, por falar em público, imagine o point ideal para surfistas. A decoração, a preocupação com os canudos plásticos (eles vendem na versão de papel e de metal) e as redes ao lado de fora entregam o tipo de cliente que circula por lá. “Manda aí o que tu achas melhor!”, gritou um homem minutos antes de entrar no mar com a sua prancha. A conexão com a praia é o que fez Leandro trocar o escritório pelas areias. Formado em Direito, ele afirma que nunca perdeu o encanto pelo Litoral e que a cada ano isso é renovado. Foi apenas no final da conversa que conhecemos Aline – ela havia acabado de sair do mar. É que quando o movimento permite, os dois se revezam no surf.
RECOMENDAMOS
O sanduíche Aloha (R$ 18): pão, queijo muçarela, carne de panela ou linguiça, alface e tomate. Ótimo para matar a fome entre um banho de mar e outro. Também provamos o suco rosa (R$ 10), que leva beterraba, abacaxi e gengibre.

QUIOSQUE DA IVONETE

Foi em busca de uma vida melhor que Ivonete começou a empurrar seu carrinho oferecendo milho e caipirinha aos veranistas. Os lanches típicos da praia ainda são vendidos por ela, mas, agora, acompanhados de outras opções de comidas e bebidas, em um espaço simpático com os detalhes na cor amarela. Ivonete é dona do quiosque mais antigo da praia de Atlântida. Ela costuma revezar seu tempo entre a beira-mar e o restaurante da plataforma, que também coordena. Preocupada, conversa apressada para que a cozinha não fique sozinha – e isso diz muito sobre sua dedicação ao negócio. Apesar de contar com a ajuda da família e das amigas, a proprietária afirma não sobrar tempo para o lazer em sua rotina. Ivonete diz com veemência que verão e inverno são sinônimos de “trabalho, trabalho e trabalho”. Mesmo assim, quando questionada sobre como é a vida de quiosqueira, não hesitou e com um sorriso disse: “É muito bom, a gente trabalha com amor”. O carro-chefe do seu quiosque são os pastéis e ela acredita não existir segredo algum para se manter no ramo há tanto tempo. Para Ivonete, a aposta feita há 36 anos valeu a pena. E a gente tem certeza que para o os frequentadores de Atlântida também.
RECOMENDAMOS
Provamos e adoramos o incrível pastel de camarão (R$ 18 o médio) e o pastel de carne (R$ 10 o médio).

QUIOSQUE DA MARIZETE

Há mais de 30 anos, Marizete circula pelas areias de Atlântida com o seu avental e sua touca higiênica. Antigamente, ela atuava como ajudante no quiosque da tia, mas, há seis anos, é ela mesma quem comanda o negócio. Não à toa, sua prioridade é o atendimento impecável. Marizete coleciona clientes, cultivando os antigos e conquistando os mais novos.

A fim de manter a qualidade das comidas e das bebidas que serve aos veranistas, os olhos da quiosqueira não saem da cozinha, estando presente em todos os processos – a atenção é tanta que, às vezes, nem sobra tempo para molhar os pés na água. Mas não vejam isso como uma rotina carregada ou infeliz. Pelo contrário, Marizete ama o que faz e transmite isso no seu olhar e nas suas palavras. Para ela, trabalhar em frente ao mar transmite uma paz inigualável, e o prazer de estar lá torna o cansaço gratificante. A certeza disso é a despedida dos clientes, sempre acompanhados de um aceno e de um “até amanhã!”.
RECOMENDAMOS
Provamos a porção de violinha (R$ 40). O peixe frito à milanesa é servido bem temperado e sequinho, ideal para comer tomando uma cerveja bem gelada de frente para o mar.

QUINTAL BEACH BAR

O Quintal nasceu de uma parceria entre dois amigos, Leandro e Juliano. Isso fica estampado na fachada do quiosque que, de longe, é o mais decorado da beira-mar. Construído em 21 dias, o espaço foi feito apenas com materiais reutilizados, e o clima descontraído ficou evidente quando Biju (como é chamado Juliano) nos contou sobre a proposta do lugar que foi remodelado para o verão de 2019. A ideia era investir em um cardápio mais elaborado, com os pratos e as caipirinhas, tudo para conquistar o público “jovem de espírito”, definição na qual, aparentemente, Juliano se encaixa perfeitamente. Se você passar por lá, provavelmente, será recebido por Pietra, filha do proprietário e ajudante no negócio. A dupla atende com sorrisos e bom-humor, harmonizando perfeitamente com o clima de beira da praia. Eles vivem em Porto Alegre, mas o brilho nos olhos não deixa esconder que os pés na areia é o que gostam de fato. Não que estivessem tentando mascarar isso. Afinal, sem nenhum desconforto, deixam muito claro que não tocam esse negócio por dinheiro. Mas Biju curte mesmo ser quiosqueiro, principalmente pela vida que leva – dorme e acorda cedo, conversa com a galera e, tenta aprender a jogar futevôlei. Seu chefe é o tempo, ele quem manda o horário de abrir e fechar o quiosque. Mas, enquanto houver sol e clientes, o Juliano, a Pietra e o Quintal Beach House estarão por lá de portas abertas.
RECOMENDAMOS
A caipirinha de melancia com maracujá (R$ 25 a de 500ml com vodka e R$ 20 a de 500ml com cachaça) é ótima e muito refrescante. Dá para compartilhar tranquilamente com os amigos.

QUIOSQUE DA MARIQUINHA

Mariquinha é mãe de seis filhos, mas, mesmo assim, não sabe responder com certeza o número de pessoas que compõem a sua família. Não por desleixo, é claro. Mas porque todos os clientes e demais parentes que fazem parte da sua rotina também devem ser contabilizados. O afeto e a ternura são percebidos nas conversas com ela, principalmente, se o assunto envolver todas as pessoas que não passam sem parar para cumprimentá-la. Inclusive as mais idosas, que mesmo não podendo subir a escadinha que chega até o quiosque, não abrem mão do pequeno ritual de carinho (neste caso, ela faz questão de descer para dar um abraço). No ponto há 30 anos, Mariquinha acompanhou muitas mudanças, como o crescimento das crianças que hoje frequentam Atlântida com seus próprios filhos, e a diminuição do movimento na beira-mar. Para ela, por questões de segurança, os condomínios fechados acabaram se tornando uma opção melhor. Mesmo assim, com 10 ou 100 pessoas em frente ao seu quiosque, o cuidado com a entrega do que serve é o mesmo, não deixando nada ser vendido sem sua supervisão. Ela corta o temperinho verde e cozinha a carne. Um olho em quem fecha os pastéis e outro em quem está atendendo no caixa. Em casa, ela segue a mesma lógica: ninguém toca em sua cozinha. Mas o suposto “controle” é, na verdade, um amor imenso em servir bem e com qualidade seus familiares – como dito anteriormente, isso equivale a todos aqueles que fazem parte da sua rotina de quiosqueira.
RECOMENDAMOS
O pastel com carne e queijo (R$ 10): muita gente pode até achar que sabe fazer, mas como o da Mariquinha, difícil. Carne temperada no ponto certo e o derretimento do queijo também. A perfeita simbiose dos dois ingredientes combinam com a massa sequinha e bem frita.

TORRES

QUIOSQUE DO ALEMÃO

Localizado entre os Morros do Farol e da Guarita, na Praia do Cal, o Alemão tem clientela composta, principalmente, pelos veranistas mais antigos da praia de Torres. Mas, fique atento, porque as aparências também podem enganar na beira-mar. Não sob uma perspectiva negativa. O “equívoco” pode ocorrer porque, apesar da fachada cheia de salgadinhos pendurados e das vodkas e cachaças expostas, o Quiosque do Alemão tem um dos menus mais diferenciados, com açaí, crepes e tapiocas.
RECOMENDAMOS
O crepe em qualquer um dos sabores salgados ou doces (simples R$ 10, duplo R$ 13 e triplo R$ 15), a tapioca (R$ 10) e a caipira de Velho Barreiro (R$ 12).

QUIOSQUE DO RONI

A ressaca marítima de dezembro de 2018, em Torres, literalmente levou o quiosque do Roni mar adentro. Isso não foi suficiente para que ele arredasse o pé de onde está há cinco anos: a praia dos Molhes. Só foi possível reerguê-lo graças aos clientes mais fiéis, que uniram forças e fizeram com que o retorno do quiosque fosse rápido. Verão de 2019 e o Roni já está de volta ao seu palco, fazendo a alegria do público, como um belo astro de rock, junto dos outros integrantes essenciais para o show: a família, composta pela esposa Valdete e pelos filhos Romário e Rosana. O quiosque do Roni é um dos únicos estabelecimentos da beira-mar de Torres que tem cozinha própria, resultando em comidas bem feitas e com sabor de preparado na hora. Se você adora vinho, não pode deixar de visitá-lo, pois seu cardápio conta com um branco para fazer jus a um dos cantos mais clássicos da praia. Roni e a família moram em Santa Catarina e, assim que a temporada termina, trocam a areia pela lavoura – no Estado vizinho são produtores de fumo, milho e mandioca.
RECOMENDAMOS
A caipira de marisqueira de canela (R$ 12), o pastel de carne e de queijo (R$ 8), as iscas de peixe frito (R$35) e a taça de vinho branco (R$ 12). Não recomendamos comer e beber tudo de uma vez só. Ou sim. Você quem sabe.

QUIOSQUE MILHO & CIA

Nós sabemos que a preocupação com o meio ambiente é levada muito a sério atualmente. Mas o quanto você faz, na sua realidade, para que o mundo em que vivemos seja melhor? O quanto você colabora no seu trabalho para evitar o desperdício, por exemplo? O Paulo, responsável pelo quiosque Milho & Cia está tão ligado nessas ideias que, além de participar do grupo Preserva Torres, implementou uma visão sustentável ao seu negócio. As cervejas e os refrigerantes são vendidos apenas em lata, porque, pelo olhar dele, não existem catadores para as garrafas de vidro, dificultando o processo de reciclagem dos objetos. O cardápio conta com opções naturais, como sanduíches, sucos, batidas e drinks – todos feitos com frutas frescas. A frente do quiosque reflete a diversidade da natureza, com flores, frutas à mostra, cactos e uma prancha de surf estilo old school.

O quiosque, inusitadamente, fica de costas para o mar e de frente para o calçadão, nos permitindo imaginar que, de fato, o olhar e o trabalho do Paulo e dos demais integrantes vão muito além da beira-mar de Torres. O cuidado é com a cidade. Por lá, aceita-se somente dinheiro e a galera do surf tem desconto.
RECOMENDAMOS
A piña colada (R$ 20), que é servida gelada no abacaxi, para completar uma experiência saborosa e divertida, e a caipira de maracujá (R$ 20).

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Victoria Campos