12/02/2014

Hinodê: o japa mais antigo de São Paulo!SP

Oscar Scheepstra

São Paulo é uma cidade rica em restaurantes japoneses. Na década de 70, quando surgiram aqui no Brasil, eram visitados por japoneses, descendentes ou excêntricos. Agora é figurinha carimbada e virou fast food de shopping. O Hinodê é um dos primeiros a ser aberto no Brasil, e o mais antigo em operação. A entrada é tradicional, toda construída em madeira, e decorada com bandeiras de pano.

Na vitrine ficam maquetes dos pratos, feitas de plástico. É comum no Japão que restaurantes exibam os seus pratos dessa maneira.

Uma pequena escada leva ao salão do restaurante. Pôsteres em japonês e um aquário decoram a entrada.

O restaurante é amplo e segue a decoração tradicional. Um balcão simples toma boa parte do salão principal. Ao fundo há ainda uma sala de tatame. Bem iluminado, é decorado nas paredes com mais alguns pôsteres. O chef do restaurante se chama Sekai. Habilidoso, manuseia a faca com maestria e prepara o peixe em cortes elegantes. O chef morou por três anos no Japão, estudando na escola mais conceituada de sushi. Sua paixão pelo trabalho é visível em cada prato.

O cardápio é bem ilustrado, bilíngue e com uma capa de madeira escura.  

A entrada consiste de uma pequena porção de legumes em conserva. Ligeiramente salgados, de sabor delicado e agridoce, os legumes são macios e quase desmancham na boca.

O shimeji é servido bem quente, e é temperado na medida certa. Ligeiramente salgado por causa do shoyu, tem um contraste interessante com o azedo fresco do limão.

O sushi é preparado na hora. Com cortes fresquíssimos, é um prato tradicional. O arroz, importado, tem um tempero muito delicado – quase imperceptível. Os bolinhos são extremamente delicados, leves e macios. A alga é delicadíssima e muito fresca. O peixe branco é extremamente macio, quase derretendo na boca. O salmão tem sabor delicado, ligeiramente adocicado. O atum tem sabor marcante, e sua cor é única. O sushi com omelete é geralmente consumido por último. Preparado com alga e caldo de peixe adocicado, tem textura areada.

Polvo com gosto de mar, cortado em uma fatia finíssima. Carne macia, cozida por apenas alguns segundos na água quente.

O camarão também merece destaque. O rabo sai facilmente, e a textura é única. O corte parece abraçar o bolinho de arroz.

A conta ficou em 120 reais para uma pessoa. O preço se compara com outros restaurantes do mesmo nível, e vale pela tradição e qualidade impecável do lugar. A visita fica ainda mais interessante sentando no balcão, para ver o Sr. Sekai trabalhando. Hinodê é mais um pedaço do Japão no Brasil, e ajudou a difundir a cultura no país.

Hinodê
Rua Tomaz Gonzaga, 62 - Liberdade
São Paulo/SP
Fone: (11) 3208-6633
Aceita todos os cartões
www.restaurantehinode.com.br

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

SP Oscar Scheepstra