04/10/2019

Informal: a culinária catalã em uma experiência moderna | BarcelonaFree Pass

Antonella Nery

O QUE É: um restaurante moderno e autoral de tapas e pratos da culinária catalã 
IDEAL PARA: almoçar ou jantar com os amigos ou família
PROVAMOS E RECOMENDAMOS: pesca do dia na brasa com verduras (€ 29,50),  filé de peixe com azeite de alho, batatas e pimentas biquinho (€ 29,50),  cremoso de chocolate com pão, azeite de oliva e flor de sal (€ 9,50)

Como presente de formatura nessa minha amada graduação de contar histórias, levando também o nome de Jornalismo, me dei de presente uma viagem a Espanha. Mês de agosto. Fugir do frio gaúcho em rumo ao alto verão europeu. Nada mal, né?

Leia também
Flat Iron: para se sentir em casa | Londres
The Ivy Chelsea Gardens: para ir com a família | Londres

Foram intensos - e quentes - 18 dias muito bem vividos, principalmente em termos gastronômicos. Afinal, para os amantes de um bom prato ou mesmo de diferentes belisquetes para ir comendo por entre estreitas ruelas, a Espanha com certeza é a escolha certa. No entanto, teve um específico restaurante em Barcelona que vai ficar na minha memória por algum tempo. O mais legal é que foi o último almoço antes de irmos para o aeroporto para voltar às terras gaúchas, deixando um gostinho especial para voltar lá - espero que breve.

Apesar de ser uma experiência informal - conforme diz o nome -, o lugar é altamente sofisticado e trabalha com a alta gastronomia. Fica em frente ao maravilhoso porto de Barcelona e oferece deliciosos pratos tradicionais da cozinha catalã e mediterrânea por temporada. Ah, e não menos importante - ou será que até mais importante? -, recebeu uma estrela Michelin, uma das classificações mais desejadas do mundo da gastronomia atualmente. 

Ao chegar em frente ao local que o GPS marcava e nos depararmos com esse muro de pedra na esquina informando o nome de um hotel admito que fiquei meio confusa. Mas depois entendemos que o restaurante era na verdade dentro desse tal de The Serras Hotel.

Ao entrar no recinto, a primeira sensação foi fantástica. Garçons pró-ativos e simpáticos, limpeza e organização impecável das mesas, cadeiras largas e aconchegantes, grandes janelas proporcionando uma gostosa iluminação natural e uma decoração minimalista e elegante toda em preto. O espaço é muito convidativo.

Sentamos em uma mesa para quatro e, para iniciar pedimos uma entradita de pães com muuuito azeite de oliva (€ 4,50) e batatas bravas com alguns molhos da casa (€ 8,50). E, claro, um vinho para aperitivar da melhor maneira possível.

A entrada, apesar de conter simples ingredientes, estava impecável. Não pudemos deixar de elogiar também a maneira com que foi servida, em pequenas tábuas junto de várias mini cumbucas para os molhos.

Não satisfeitos, pedimos um segundo prato estilo aperitivo. Tentar provar a maior quantidade de pratos da casa, né?

Nada mal, ein? Esse prato me surpreendeu. Pedimos um Duo de Foie Gras Hot n´ Cold (€ 15) e veio essa obra prima. Extremamente minimalista, cheia de cor e de dedicação da cozinha. Deixa eu explicar: são dois tipos de foie gras, um frio em forma de patês nas bordas e outro quente selado no meio do prato. Ainda acompanhados de maçã cítrica e brioche. Só pelo lindo empratamento - que me deu até dó de comer - já tinha valido o pedido, mas o sabor conseguiu vencer as expectativas.

Mas ok, até então esses dois pratos, ainda acompanhados do vinho, só tinham aberto ainda mais meu apetite. Então, voltamos ao menu e escolhemos dois pratos principais para dividir. Com diversas opções de peixes, carnes e até massas, fizemos o de costume: pedir sugestão para o que melhor entende: o garçom.

O primeiro que chegou foi esse: a pesca do dia na brasa com alguns vegetais salteados (€ 29,50) - e novamente, muito azeite de oliva e sabor. Apesar de não ter todo o tchããn de exótico da entrada anterior, não conseguimos encontrar um defeito para esse prato. Tanto em questão de apresentação, de cuidado com a quantidade de molho, com os detalhes na composição das cores e até na escolha da louça extremamente contemporânea.

Já que optamos por frutos do mar, mantivemos a mesma linha na segunda escolha. Foi um filé também de pescado do dia, este era Robalo, com azeite aromatizado com alho, pimentas biquinho e batatas (€ 29,50). Achei uma combinação incrível, visto que amo gostinho levemente picante com alho. O prato estava saboroso e o peixe bem molhadinho. O sabor dos tomates mais marcado e apimentado trouxe diferentes sensações na boca. E mais uma vez o restaurante não decepcionou na escolha da apresentação, trazendo outra louça branca, mas agora mais fina e rugosa, remetendo a mim um fundo do mar.

Para encerrar esse almoço repleto de cores, sabores e novas experiências, pedimos mais uma vez a sugestão. Mas agora o intuito era adoçar um pouco a boca - e a vida também.

Aí está ela, a primeira - porque não nos aguentamos e pedimos duas sobremesas. Com uma organização impecável no prato e uma cor linda, essas bolinhas de sorvete de nata vinham com morangos, menta e gengibre (€ 9,50). Simplesmente incrível o sabor dessa sobremesa. Fez jus ao cardápio que a parte dos doces leva o nome de “pequenos grandes prazeres”. Para mim que não sou tão chegada em muito doce, foi a escolha perfeita, com um equilíbrio doce, cítrico e refrescante.

A segunda sobremesa foi o cremoso de chocolate com pão, azeite de oliva e flor de sal (€ 9,50). “Sério? O prato tem tudo isso aí e é bom?” Foi o primeiro pensamento que nos ocorreu ao olhar esse queridinho no cardápio. Mas né, é claro que é exatamente esse, o mais exótico, e ainda por cima extremamente catalão, que queremos provar.

Mais uma vez o Informal surpreende. Esse prato é uma mistura de ingredientes requintados, bem preparados e encaixados que juntos tornaram uma das sobremesas mais incríveis que já comi. Imagina estar se refrescando com um sorvete, aí do nada da uma mordidinha do pão - mais macio que uma nuvem - molhado de azeite de oliva, aí não satisfeito… TCHÃN, um salgadinho delicado vem na boca para contrastar com o doce.

Por fim, a última coisa que chegou até a mesa foi a dolorosa. A conta não foi lá a coisa mais econômica da viagem, mas pela experiência única que vivemos estava com certeza dentro dos conformes. Ainda assim, é possível dar a si mesmo esse prazer de conhecer esse restaurante com estrela Michelin sem extrapolar nos gastos indo até o restaurante e apenas degustando algumas das obras primas do menu.

Um dos fatores mais interessantes de lá é que toda a carta parece ser justamente desenvolvida para dividir e apreciar uma alta cozinha, que mantém a essência de pratos típicos, em pequenas quantidades.

É certo que na minha próxima inda a Barcelona farei um pit stop no Informal, e provarei coisas novas, porque a certeza é que qualquer prato dentro do charmoso cardápio será uma deliciosa experiência. Afinal, o cuidado e a personalidade nos visuais, nos aromas e nos sabores fazem do restaurante um lugar autêntico em todos os sentidos. Uma experiência única.

INFORMAL
Endereço: 
Carrer de la Plata, 4, 08002 Barcelona, Espanha
Telefone: +(34) 931691869
Horário de funcionamento: de segunda a domingo, das 13:30 às 15:15 e das 19:30 às 22:15
Site: https://restauranteinformal.com/
Facebook: facebook.com/informalbcn/
Instagram: informalbcn

Se você gosta de comer e beber bem, e de falar sobre isso, vai gostar também do nosso podcast. O Foodcast é um papo descontraído da equipe de Destemperados sobre gastronomia, dá o play aí!

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Antonella Nery