01/04/2016

Kamão: sujando a mão e lambendo os dedosRS

Rafaela Enes

O nome diz tudo. Aqui não tem talheres. Aqui se come com as mãos. É liberado sujar as mãos e lamber os dedos. Assim é o Kamão, que fica na Cidade Baixa, na rua João Alfredo. Eu gostaria de ir mais para a Cidade Baixa. Cada vez que descubro algo novo por lá, fica a promessa de voltar mais seguido. Dessa vez fiz duas coisas legais: fui conhecer o novo studio de tatuagem do meu amigo Zeca, Old Wind Tattoo, e já tracei a ida ao Kamão, pois fica quase do lado.
Desde que abriu, em fevereiro, que ele estava na minha listinha to go. Adoro uma novidade gastronômica. O Kamão une clima de barzinho com um cardápio recheado de comidinhas excelentes. O ambiente é pequeno e a decoração é um amor! Daqueles lugares que a gente consegue imaginar em NY ou num bairro cool de São Paulo.
Paredes com tijolos aparentes e irregulares. Canos a vista. Tudo tem um ar moderno e arrumadinho. E amarelo, muito amarelo que dá um ar alegre ao local.
De onde você escolher ficar, dá para ver o bar. Ah, o Bar! Saem drinks lindos de lá. Fiquei com vontade, mas a escolha da nossa mesa foram as cervejas.
A primeira cerveja pedida foi a Xulapa da Cervejaria Oito aqui de Porto Alegre. Escolha do Marco. Essa APA de tom dourado claro foi aprovada por ele. Eu dei um golinho para experimentar e curti.
Vamos ao cardápio. Primeiro é bom mostrar que tem um passo a passo disponível de como comer com as mãos. Então vá sem medo. É só lavar bem antes. emoticon wink
Já aviso que o cardápio só tem coisa boa. Tudo no estilo finger food, é claro. De largada, pedimos o combinado de entradas. Você pode escolher até 3 opções das entradas neste combinado. Vamos lá, iniciando com a Bruschetta: tortilha de inhame e tomate. Delícia!
Bolinho de linguiça com geleia de gengibre. Amei. O bolinho tava sequinho e o sabor da linguiça deu um gostinho todo especial. Sabor forte que, em parceria com a geleia docinha de gengibre, arrasou.
Olha o bolinho cheio de geleia que belezura.
A terceira entrada do nosso combinado foram dadinhos de tapioca com queijo roquefort. A entrada de mais sucesso na mesa. Todas estavam deliciosas, mas se rolasse uma votação os dadinhos venceriam.
Mais uma cervejinha. A escolhida foi a Belgian Ale da cervejaria Barba.
Voltando aos comes. Ainda conseguimos pegar uma babinha do que rolou na Sexta-Feira Santa por lá. O fish 'n' chips ficou mais uns dias no cardápio para a alegria da Ju. Nas suas andanças por Londres ela comeu fish 'n' chips um dia sim e outro também.
Pedaços grandes de peixe empanado, batatas rústicas com limão e queijo e molho tártaro. Nível: lambança total (veja o "como proceder em caso de emergência" no local).
Lembre de dividir com os amiguinhos da mesa. Sem medinho gente. Pode cortar o peixe com as mãos. Os pedaços são grandes. Passa no molho Tártaro, fica com os dedos cheio de friturinha. Segura a onda e não limpa a mão na toalha da mesa porque não tem toalha, nem na sua roupa. As mesas têm um excelente abastecimento de guardanapos (daqueles bons e grandes). Ah! Como faz bem uma friturinha de vez em quando.
Os guris, Marco e Zeca, pediram pratos individuais para matar a fome de ogro deles. O Marco não pode ler hambúrguer no cardápio. Foi o pedido dele. Hambúrguer de vazio: vazio, carne de porco, picles de manga, queijo colonial, alface e agrião com maionese de páprica.
O Zeca escolheu o sanduíche de paleta de porco. Pão de centeio, agrião, rúcula, queijo, abacaxi, cebola doce e tomate seco. Acompanha mostarda da casa. Tava lindo e gostoso pra caramba.
Eu e a Ju ainda voltamos às opções de entradas e experimentamos os cogumelos recheados. Bons, mas como tínhamos provado tanta coisa mais atraente eles ficaram ok diante das outras escolhas.
Sobrou espaço para a sobremesa, para minha felicidade. Churros com doce de leite. Bom demais! Ótimo para fechar essa noite com ótimas companhias em um lugar novo para nós. E o melhor: todos curtiram muito.
Curtimos muito o serviço, mas os 10% vão para onde?
O total da nossa conta ficou em R$ 215,60 (incluindo 2 cervejas, 2 refrigerantes e 1 água) com os 10%. Justíssimo. Vá e confira o Kamão, pois vale muito a pena. Ambiente agradável, excelente atendimento e comidinhas ótimas. Dica final: não ouse pedir talheres e fique tranquis que você vai ver mais gente lambendo os dedos.


 

Kamão
Rua João Alfredo, 457 - Cidade Baixa
Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3224-3529
Aceita cartões Visa, American Express e Mastercard
Facebook.com/kamaopoa

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Rafaela Enes