09/07/2013

Malbec e sol de inverno no El MuelleAR

Amanda Mormito

Variando um pouco as minhas descrições começo o post dizendo que eu amo morar em Buenos Aires. Ah, não era segredo né? Esqueci que sempre digo isso. Ok. Vou pensar... Tá, começo o post dizendo que muitas vezes eu vou num certo lugar e fico tão encantada que preciso chegar em casa e escrever o post no mesmo momento. O El Muelle me deixou nesse nível de inspiração. Então aqui estou eu, escrevendo sob efeitos do Malbec e de uma tarde inteira sob um sol incrível de inverno porteño.

El Muelle, adorei o nome btw, fica dentro do que eu achava que era só um Museu de Pescaria localizado na área costeira da cidade, Costanera. Eu juro que nunca pensei que por ali existisse um restaurante. Sempre passava e dizia ''Mãe, se um dia eu casar com um argentino, eu caso aqui''. Ainda que essa parte eu poderia ter abolido do texto, eu finco o pé na minha surpresa quando fiquei sabendo que ali dava pra comer, e bem.

Eu sou muito de água, adoro velejar, adoro sentir o frio do movimento da água batendo no rosto. Logo, mesmo que a comida não fosse boa, eu iria adorar esse lugar. Só de poder ficar ali olhando o não-tão-lindo Rio de la Plata já iria me deixar contente.

É né, porque entre nós, o Rio de la Plata é um rio barrento. Não é lindo e muito menos motivo de orgulho dos moradores da cidade, mas... Mesmo assim eu curto essa coisa meio náutica que rola por lá.

Bien, o El Muelle - óbvio - tem espaços diferentes. Um é o salão de dentro que nem precisa mostrar (já que é bem comum com cadeiras meio antigas e mesas brancas) e o de fora que é super legal, justamente porque dá pra ficar observando o ''mar''. Ou seja, se você quiser ir almoçar por lá, reserve antes: não vai rolar chegar na hora e querer sentir na janelinha, elas são bem disputadas. 

Pra começo de conversa foram servidos, claro, pães. Mesa argentina sem pão, não é mesa.

E já que por lá rola essa inspiração marina, sardinhas e afins de frutos do mar para acompanhar.

Estavam bem bons e só nos inspirou nos pedidos do almoço que parecia que ia ser incrível.

O primeiro prato, lindo, foi o lenguado con salsa de camarones y souffle de maíz. Linguadinho mesmo, com camarão e um souffle delícia de milho que dava para babar. Dizem, aliás, que quem pede esse prato é porque ama o souffle. Eu amei tudo.

Depois doi a vez do salmón rosado con calabaza y papa al plomo con hierbas. Ou seja, salmãozinho na grelha com purê de abóboras, que os argentinos amam e batatinhas. Prato leve e delicioso, sem erros.

Logo, a massa, que foi a minha escolha: panzottis de salmón y queso mascarpone con crema de limón y ciboullete. Olha, era uma massa bem delícia recheada de salmão com queijo mascarpone e salsinha. Gente, estava simplesmente de desmanchar na boca.

Tudo isso acompanhado de um Malbec Paz da Finca Las Moras 2010. Achei esse vinho super suave. E desculpa pra quem não combina tinto com frutos do mar. Paciência.

Agora a parte das sobremesas foi outra surpresa: o primeiro foi um delicioso doce de mascarpone com frutos do bosque e cobertura de framboesa. Gente, maravilhoso. Perfeito pra quem não gosta de coisas bemmm doces.

Depois a minha parte preferida: degustación de chocolates. Chocolate com doce de leite, chocolate branco com maracujá e chocolate negro puro.

Ai, suspira nessa foto, vai.

E ainda de cortesia rolou um cafécito Nespreso com biscoitinhos da casa.

Olha, gente, talvez eu nem precisasse estar sob efeito do Malbec para escrever esse post porque de qualquer maneira o El Muelle é indispensável.

E tudo isso com vista pro rio e curtindo um pôr-do-sol de arrasar. A conta fica na média de 180 pesos por pessoa.

El Muelle
Av. Costanera esq. Av. Sarmiento
Club de Pescadores - Costanera
Buenos Aires - Argentina
Telefone: (5411) 4773 2216
Aceita todos os cartões
www.elmuellerestaurante.com.ar


Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

SP Amanda Mormito