21/02/2014

Nem só de hambúrguer vive o Happy BurgerPR

Luciano Machado

Diz o poeta que todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite. Sendo assim, era dia de pegar a família e visitar o Happy Burger. Ele já passou por inúmeras reformas ao longo dos mais de 20 anos. Pensando cá com os meus botões, apesar de não lembrar exatamente, deve fazer mais ou menos isso que conheço esse lugar, pois fica praticamente do lado da casa do meu padrinho.

Logo na entrada, uma boa notícia! Eles têm um estacionamento próprio com capacidade suficiente pra chamar a galera e deixar o carro com segurança enquanto faz o seu lanche.

Já estávamos prontos para nos esbaldar, mas antes resolvi dar uma passada pelos diversos ambientes do lugar. A placa fazia sua vez de anfitriã e dava as boas-vindas a todos nós. Acho essa variedade de espaços algo muito bacana porque, por mais que você visite o Happy com frequência, você acaba sempre tendo uma nova experiência.

Na parte externa, algumas mesas de madeira. As paredes de tijolos à vista completam a paisagem perfeita para um chope gelado ou para aquela feijoada típica do fim de semana curitibano. 

Quando olhei esse deck reservado, pensei: "Dá pra fazer um aniversário fácil ali, hein?". O segundo ambiente do Happy é esse espaço cercado por essas portas de vidro. Geralmente, tem algumas poucas mesas e cadeiras para deixar todo mundo mais à vontade. Pena que nesse dia não havia nada programado.

Para os dias em que a noite está ótima e todo mundo quer conversar e tomar um ar fresco em meio às árvores, eles têm também outro deck muito bacana com mesas, cadeiras e até alguns sofás. Achei bem diferente e já decidi que da próxima vez que eu for até lá, meu lugar já está escolhido.

Quando enfim resolvemos entrar, na porta já tinha mais uma boa notícia. Para os amantes dessa deliciosa iguaria chamada ostra, eles reservam dois dias na semana para degustações de alguns tipos: gratinada, ao bafo e quatro queijos.

Lá dentro o ambiente é bastante tranquilo e familiar. A decoração é toda baseada naquelas paredes de tijolos à vista, com cortinas de renda nas janelas e várias luminárias redondas. Algumas televisões distribuídas pelo ambiente completam o espaço e fazem bem o seu papel, principalmente nos finais de semana quando os clientes se reúnem ali para tomar seu chope e assistir aos jogos de futebol e às lutas do UFC.

Deixando tudo ainda mais temático, várias canecas e latas de marcas nacionais e importadas são colocadas estrategicamente sobre as madeiras da decoração. Assim, o clima fica ainda mais propício para tomar aquela gelada. Achei uma bela maneira de exibir a vasta coleção, pois elas estão espalhadas por toda parte.

Em uma das paredes eles também deixam à mostra três certificados emitidos pela Brahma, dando ao estabelecimento a garantia de que eles entendem do assunto.

Começando a explorar o cardápio, me deparei com a foto dessa feijoada hipnotizante. Falamos dela há pouco e descobri que toda quarta e sábado ela é a rainha da festa no Happy Burger, servida com muitos acompanhamentos.

Não é só o hambúrguer que faz a felicidade dos clientes. O cardápio deles é muito grande e muito variado. Começamos com as bebidas para irmos molhando a palavra: limonadas suíças (com raspas de limão e leite condensado), suco de laranja e refrigerante devidamente servido no copo com gelo e fatias de limão. Bom demais!

Antes dos pratos principais pedimos uma entrada entre muitas do cardápio: uma porção farta de aipim frito com bacon. Aipim frito e crocante na medida certa, com uma cor que dá fome só de olhar. Como todos nós sabemos que bacon é vida, lá estava ele torradinho e salpicado por cima de toda a porção. Serve umas três pessoas com folga.

Meu pai estava light e foi só de salada especial: folhas verdes, rodelas de tomate, cenoura e beterraba raladas, cebola, pepino, palmito e milho. Tudo isso regado a um molho rosé e acompanhado de uma farofa que, eu confesso, não entendi muito bem o porquê de estar ali. Há quem se engane quando pede salada achando que é sempre leve. Essa daí, por exemplo, quase não conseguiu ser vencida.

Minha cunhada optou pelo tradicional happy salada: hambúrguer com queijo e presunto acompanhado de alface, milho, tomate e maionese. Gostoso como todo sanduíche clássico deve ser. Ele é a prova de que ninguém precisa de alcaparras e queijo brie pra ser feliz.

Meu irmão escolheu o happy picanha. Para quê hambúrguer quando se pode ter no lugar maravilhosos cubos de picanha fatiada em um molho vinagrete cobertos com queijo e maionese? A foto diz tudo... Perfeito pra matar a fome.

Minha mãe, mulher muito sábia, foi de picanha grelhada com fritas, arroz e salada. É muito bacana porque lá você tem a liberdade de escolher a carne que deseja, no ponto que achar melhor e com os acompanhamentos que preferir. Dessa forma, as combinações possíveis beiram o infinito.

Como não poderia ser diferente, minha escolha foi um dos pratos prediletos da casa: steak de mignon recheado. Trata-se de um mignon enrolado e empanado com champignon, bacon e tomates secos. Eu já o considero um pecado grande o suficiente, mas ele ainda vem acompanhado de um ravioli recheado com queijo de búfala e geleia de amora. E tudo isso regado com um molho alfredo na medida certa. Nessa história toda, a salada de alface roxa com palmito já ficou de coadjuvante há muito tempo. Resultado: quase não consegui dar conta sozinho.

Impossível não sair feliz do Happy Burger e com a certeza de que comeu muito bem. Por falar nisso, a conta (com as bebidas e o serviço) ficou em 36 reais por pessoa. Infelizmente, não sobrou espaço para a sobremesa, mas seria ótimo degustar qualquer coisa ao ar livre. Vai ter que ficar para a próxima visita.

Happy Burger
Av. Mal. Humberto de A. Castelo Branco, 251 - Cristo Rei
Curitiba/PR 
Fone: (41) 3262-9196
Aceita cartões Visa, Master e Diners
www.happyburger.com.br
 

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

PR Luciano Machado