16/01/2009

O Clima de Floresta do Namm Café MisterioUR

Diogo Carvalho
Tem um lugar em Punta - na verdade não é bem em Punta, é em José Ignácio - que todo mundo fala maravilhas. Nem tanto da comida, que realmente não é nada de outro mundo, mas sempre do ambiente e clima sem-igual. Fotos são raras. O que só fez aumentar a minha curiosidade virginiana.Chegamos (Angelo, Pri, Rê e eu) ao Namm extremamente na sorte, pois tudo que sabíamos até então é que ficava na altura do km 185 da estrada pra José Ignácio. Acontece que nem coruja tinha na estrada a uma hora daquelas da noite. Só mato, mato e mato. Daí resolvemos apostar e dobramos numa esquerda qualquer depois da placa "km 185". Finalmente nos deparamos com vida humana.Tem muito uma atmosfera de casa na árvore. Pensa numa casa na árvore. Pois é, ela seria mais ou menos assim. Nada mais conveniente, já que estamos praticamente no meio da floresta.Até tem uma espécie de "salão principal", um pouco mais formal e tudo. Mas eu que não ia me segurar, vendo lá de cima o pessoal curtindo um clima mais roots, cada um no seu bangalô, à luz de uma fogueira supercharmosa.Tem bangalôs do primeiro e do segundo andar. Além de umas mesas num corredor central, ao ar livre. Tá vendo a fogueira lá no fundinho?Acho um charme, e dá um toque especial ao lugar. Segundo o gerente, durante toda a temporada de alto verão, época em que o restaurante fica aberto, a fogueira é mantida acesa. É o que dá vida ao Namm.Escolhemos o nosso bangalô, no térreo, e nos jogamos nos almofadões. Já estávamos nos sentindo em casa.Em seguida, vieram umas meninas bem bonitas e bem arrumadas, que não sei como se equilibravam num salto altíssimo caminhando na areia fofa, apresentar uma marca de champagne e nos ofereceram uma taçinha de boas vindas. Bem bom. Mas preferimos ficar no vinho rosé mesmo. E com ele uns sushis e sashimis de entrada.Acho até que deveríamos tê-los explorado mais, de tão maravilhosos que estavam. Mas decidimos provar alguns pratos mais elaborados. Meninas foram de ">merluza negra al aceite de jamón crudo, salteado de arroz urumati.Os meninos, num ">risoto de camarones, hierbas y limonen en corserva. Estava bom, mas eu preferi o prato feminino.De sobremesa, uma panqueca de dulce de leche pra cada casal. Perfeição, teu nome é panqueca de dulce de leche do Namm!Vontade zero de ir embora de um lugar assim. Ainda mais depois de uma experiência como essa. Merecidos 55 dólares por pessoa depois, pegamos o caminho de volta à civilização.

Namm Café Misterio
Ruta 10, km 185
José Ignácio - Uruguai
Fone: (048) 625 26

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

Diogo Carvalho