04/04/2016

O pão honesto do Galo PadeiroPE

Anna Terra

Eu sou apaixonada por pães artesanais e, principalmente, croissant. Sou completamente louca por um bom croissant, sério. Com ou sem recheio, doce ou salgado, pra mim é sempre uma boa pedida. E quando a Galo Padeiro abriu aqui em Recife com uma proposta de fazer pães com respeito aos ingredientes, ao processo de fermentação e também prometendo um croissant inesquecível, eu tive que ir lá conferir. A entrada do lugar é simples e até meio escondida na rua Capitão Lima, que fica bem cheia de carros e super movimentada por conta dos estabelecimentos comerciais e emissoras de TV e rádio que ficam por lá. 

Mas quando entramos parece que estamos dentro de um oásis no meio daquele caos lá fora. A casa é pequena, estreita e super aconchegante.
O cardápio fica nas paredes, e é bom olhar com carinho para não perder a chance de experimentar uma das sugestões de lá. Eu, por exemplo, fui correndo pra vitrine de pães e depois de fazer meu pedido que me atentei para as opções na parede. Na próxima visita vou experimentar as linguiças artesanais ou os ovos com bacon, pra começar o dia bem emoticon wink
Eu adoro lugar que tem o cardápio assim, escrito com giz, meio borrado, mudado, apagado, escrito de novo. Acho que dá um toque honesto ao lugar. Ah, e o pãozinho tradicional de lá, que aqui a gente chama de pão francês e em outros lugares a galera chama de pão de sal ou cacetinho, lá eles chamam de brasileirinho. Achei massa, afinal, é nosso pão! Porque chamar de francês? emoticon yes
Acho bom também quando os preços ficam assim, bem expostos, sabe? Nada de ficar escondendo o jogo. Preço bom é pra se mostrar. 
Os pães também ficam expostos em cestas, com seus diferentes tipos, formatos, pesos. Todos eles são feitos com ingredientes de alta qualidade e respeitando o processo artesanal, sabe? Não utilizam aceleradores, conservantes ou modificadores. Usam farinhas e cereais naturais, fermentação natural, sem pressa. Acho que é por isso que a gente se sente tão bem quando come. Dápra sentir essa diferenteça durante e depois da refeição. É honesto e respeita a comida e quem come.
Pro café da manhã eu pedi, CLARO, um croissant. Tinha a opção dele recheado com salaminho e requeijão, então eu não tive dúvidas.
A massa dele é uma coisa incrível minha gente. Pela mordida dá pra ver como ele é por dentro, né? Uma textura maravilhosa e delicada.
Juliana, amiga minha do Pitadinha, escolheu o mesmo croissant que eu só que a sobremesa dela foi o pan au chocolat, que é uma coisa de louco. Eu já tinha experimentado e ele é a pedida perfeita pra tomar com um cafezinho. Também tem a mesma massa do croissant, essa coisa linda.
Pra beber, nós fomos no bom e velho capuccino, que é servido nessa taça fofa que parece um copo americano com alça.
E enquanto a gente babava por lá, saiu uma fornada quentinha do tradicional croissant da casa. Adivinha só quem foi que não pensou duas vezes e levou um pra casa?
Pode acreditar, por mais que você consiga comer por lá, sempre vai ficar com vontade de levar um pão, um croissant ou uma sobremesa pra viagem ou até de presente. Eu AMO dar comida de presente e acho que as coisas de lá são uma ótima opção. 
Por fim, depois de eu e a Ju comermos basicamente a mesma coisa (croissant recheado, croissant doce e um capuccino), sem contar com o croissant tradicional que eu levei pra casa (R$7,50), gastamos R$55, ou seja R$27,50 pra cada uma tomar um belo café da manhã. 

 

Galo Padeiro
Rua Capitão Lima, 82, Santo Amaro
Recife/PE
Fone: (81) 3423-6094

​Aceita todos os cartões
Facebook.com/GaloPadeiro

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

PE Anna Terra