05/09/2019

Restaurante Zanoni: 32 anos de tradição, amor e ótima gastronomia | GaropabaSC

Gabriela Gazzana

O QUE É: restaurante tradicional de 32 anos, com excelentes opções gastronômicas
IDEAL PARA: um jantar farto, um almoço incrível de final de semana, confraternizações e ótimos momentos
PROVAMOS E RECOMENDAMOS: Chuletão (R$ 129,90), Artesano de Argento - Malbec (R$ 76), mousse de sobremesa (R$ 10)

A noite estava muito fria e a vontade de comer algo gostoso, certeiro e que desse a sensação de aconchego estava falando muito alto. O local escolhido para suprir todas essas necessidades foi o Restaurante Zanoni, há 32 anos sendo um dos pontos mais tradicionais de Garopaba.

Leia também
Taberna do Gaúcho: para os fãs de bom xis | Praia do Rosa
29 restaurantes que abrem aos domingos em Florianópolis


Mais do que vir aqui contar pra vocês a minha experiência por lá, eu sempre gosto de contar um pouco sobre a história desses locais e de quem nos alimenta, conversa e apresenta os pratos. Paulo Zanoni e sua esposa Tânia são os principais responsáveis por essa longa e duradoura caminhada juntamente do filho Marcelo. Juntos eles sonharam esse local que hoje é cenário de muitos momentos especiais e marca registrada de Santa Catarina. Vem ano, vai ano e lá está o Zanoni de portas abertas cheio de comida boa!

Pelas paredes podemos ver algumas fotos que relembram como tudo começou, desde o primeiro bar na beira da praia de Garopaba que já levava o nome de Zanoni. O bar foi criado por conta do prazer que eles tinham de lidar com pessoas e conhecer gente nova aí decidiram mudar as suas vidas para viver com isso.  

De lá para cá, o restaurante passou por muitas reformas estruturais e gastronômicas. Inicialmente, abriu suas portas como churrascaria e pizzaria mas foram conhecendo o terreno e sentindo como as coisas iam. Os surfistas deram a dica: queremos 'bife'. Queremos 'prato feito' e aí foi surgindo a proposta que permanece até hoje. No cardápio, muitas opções de pratos que nos dão água na boca só de ler, diversas opções à la carte atendendo aqueles que gostam de carnes, frutos do mar, opções vegetarianas, sushis, sashimis e mais delícias.

O espaço é bem grande e confortável, com mais de um ambiente disponível e um especial para a criançada. Um balcão voltado para a culinária japonesa faz sucesso por lá também com sushiman que sabe bem o que está fazendo. Existe um salão mais reservado e que pode ser usado em ocasiões especiais. Gostei que, apesar de ser um lugar bem amplo, ele não passa aquela sensação de frieza, sabe? É amplo e aconchegante ao mesmo tempo.
Resumo da história contada, agora é hora de abrir os nossos trabalhos! A noite estava bem fria e começamos pedindo um vinho para aquecer um pouquinho, pois lá fora fazia algo em torno de 10ºC e muito vento. O vinho escolhido foi o Artesano de Argento - Malbec (R$ 76) de aroma intenso e sabor bastante equilibrado. Uma boa pedida para aqueles dias bem gelados.

Passado algum tempo olhando o vasto cardápio, que agrada aos mais diversos estilos de paladar, tomamos uma excelente decisão: pedimos auxílio ao garçom e optamos pelo prato mais tradicional do Zanoni. Graças a ele, o restaurante é a potência que é hoje e escolhemos o famoso Chuletão (R$ 129,90 para duas pessoas) e, em poucos instantes, a mágica aconteceu na nossa mesa. Era comida que não acabava mais. Arroz, feijão, maionese, batata frita, farofa e chimichurri. Aqueles típicos acompanhamentos que sempre caem bem. Os acompanhamentos são repostos caso seja solicitado, agora pega esse pedaço lindo de carne! Olha o tamanho!

Já falei em outros posts o quanto diminui o meu consumo de carne mas têm dias que o meu corpo pede e essa noite ele estava suplicando por um belo pedaço e nada melhor do que um T-bone, ou a nossa mais conhecida, chuleta! Um corte especial onde o filé mignon e contra-filé ficam unidos por um osso em forma de T. Graças ao osso e à capa de gordura que envolve cada fatia a carne se mantém macia, saborosa e suculenta. Ah, pra ficar mais incrível ainda, tem queijinho derretido na chapa. hummm.. Tá bom pra vocês? 

Existem dois tipos de pessoas: aquelas que comem somente um carboidrato por refeição e aqueles que comem quantos carboidratos conseguirem na mesma refeição. Eu faço parto do segundo grupo. Misturo tudo e adoro! É arroz + maionese + batata frita e se tivesse um pedaço de pão eu já colocava junto. 
Um amor chamado: salada de maionese. É daquelas dignas de comer de 'colherinha', sabe? Sou uma eterna apaixonada por salada de maionese e não consigo dispensá-la da minha vida - e nem quero. Óbviamente que a reposição dela se fez necessária pois a gente não brinca em serviço e se é pra comer, a gente come mesmo!

Por último, mas não menos importante: feijão! Cheirinho de feijão. Ele olhando pra mim, eu olhando pra ele, frio lá fora: match! É bem difícil eu recusar feijão e olha só que coisa linda que ele estava e sim, eu gosto de falar de tudo mesmo pois acredito que o que torna uma refeição incrível é a união de todos os fatores e não somente o ingrediente principal. 

Para finalizar a nossa incrível refeição, escolhemos duas opções de diferentes de sobremesa. Algumas opções são passadas de mesa em mesa e aí foi aquela dúvida tremenda que já é minha marca registrada.

Uma das opções foi Pavê de Sonho de Valsa (R$ 10), e para quem gosta desse bombom é uma ótima escolha!
Como fiel indecisa que sou, perguntei ao garçom qual era a sobremesa que mais saia e ele me indicou o bombom de uva com negrinho e branquinho (R$ 10) e eu disse "tá bem, quero esse". Não imaginava que seria tão saboroso quanto foi, juro. Várias uvas dentro do copinho e a mistura do sabor cítrico dela com o doce do negrinho e branquinho foi uma delícia. 

Comecei o post dizendo sobre o frio absurdo que estava nessa noite e finalizo afirmando que o frio sumiu a partir do momento em que pisamos dentro do Restaurante Zanoni. Um local que carrega uma linda história e demonstra muito carinho por todos aqueles que passam por lá. Saímos de barriga cheia e coração quente, tendo a certeza de que lá é sempre uma ótima escolha, afinal de contas manter um restaurante há 32 anos é para poucos!

RESTAURANTE ZANONI
Endereço:
SC 434 - Garopaba
Horário de funcionamento: temporada de verão: de quarta a segunda, das 12h às 00h/temporada de inverno: de quarta a sexta, das 19h às 00h/sábado das 12h às 16h e das 19h às 00h/domingo das 12h às 17h
Instagram: @restaurantezanoni 

***
Se você gosta de comer e beber bem, e de falar sobre isso, vai gostar também do nosso podcast. O Foodcast é um papo descontraído da equipe de Destemperados sobre gastronomia, dá o play aí!

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Gabriela Gazzana