17/08/2011

Spice Market: Tendo "pimenta", é comigo mesmo!Free Pass

Diogo Carvalho Uma vez escutei o nosso padrinho Riq Freire responder a pergunta "qual o teu restaurante dos sonhos" com "Spice Market é o paraíso!". Desde então esse nome passou a habitar meus pensamentos e me fez quase que priorizá-lo diante de todos os outros. Tenho vários motivos pra isso. Explico: primeiro porque o Riq é meio que nosso mentor em vários sentidos. Então, se ele disse, no mínimo é de se pesquisar; segundo, porque é um restaurante asiático pilotado por um cara de respeito que é o Jean-Georges Vongerichten, que entre outros sucessos, também é responsável pelo Mercer Kitchen; e terceiro e último, que tem "Spice" até no nome. Pra mim, basta!!! Outra: quer se sentir um fotógrafo mega incrível? Vai pra lá tirar foto. Sério, além de ser fotogênico, todo decorado com objetos trazidos do Camboja, da Índia e arredores, tem uma iluminação surreal que faz gente ganhar uma autoconfiança fotográfica bem distante da realidade ;-) Ah, na verdade preciso dar os créditos das fotos pra Re. Ela tava com o dedo calibrado nesse dia e captou um olhar interessantíssimo sobre o Spice Market. Inclusive, gostaria de ressaltar que todas as fotos desse post são dela. Beijo, nega! Enfim, sentamos. Mas ainda assim era impossível se desligar e deixar de quebrar o pescoço pra um lado e pro outro, sempre acompanhado de um "bóóóh!" atrás do outro. Como de costume, a presença do povo de olhinhos puxados atesta a qualidade e a originalidade da cozinha. O Riq vai mais longe, porque é da opinião de que "o Spice Market é um restaurante de cozinha de rua pan-asiática com cardápio diversificado, bem concebido e bem executado, ideal pra quem não gosta de asiático sujinho". Tá! A mesma chance que os caras tiveram para acessar os entalhes decorativos, poderia ser bom e ruim, lindo e cafona, na mesma proporção. Sabe porque? Não basta escolher "esse, esse, esse e aquele" na loja, tem que saber distribuir depois e ter bom senso. E nisso os caras mandaram muito bem, principalmente no twist rústico-vietnamita do teto. Bueno, vinhozito em taça e uma água com gás. Daí a gente começa a pensar na vida. Na verdade nem tinha muito o que pensar, porque quando soubemos que havia um menu degustação de almoço, responsável por passar um panorama superbem conduzido da cozinha asiática, nossos problemas acabaram. "Os senhores tem alguma restrição?", perguntou a linda garçonete (que ó, te falar viu, bota LINDA nisso... deusulaive!), para em seguida receber o nosso "sim, restrição à comida ruim!", numa só voz! Casal unido é isso aí. E tudo começou com um shaved tuna, chilli tapioca, asian pear and lime. Bacaninha. Um belo começo, mas ainda não foi AQUELE Spice Market que viemos buscar... Passo seguinte, lobster summer roll with Sriracha emulsion. Botou Sriracha, me ganhou. É que nem bacon: não tem erro. O terceiro foi spiced chicken samosa. Traduzindo, é um "rolinho primavera" em forma de triângulo bem delícia. Depois foi a vez do chilli rubber beef skewer with thai basil dipping sauce. Eu chamaria de charutinho de carne no espetinho com molho picante. No fim das contas é mais ou menos isso mesmo. Bem divertido de comer, porque tudo que a gente come com a mão é mais gostoso. Sou desse time. Na sequência, talvez o menos interessante de todos, o grilled chicken Kumquat lemongrass dressing. Franguinho grelhado com uns xexexê. A Re, que não é muito da "penosa", mal e mal provou. E eu, que sou contra desperdício, "me obriguei" a traçá-lo por completo porque né. Foi a partir desse codfish with malaysian chilli sauce que os caras começaram a falar grosso. Pô, olha que obra! Ainda mais encerrando com esse garlic and ginger rice with topped egg. Bota um topped egg desses em cima de QUALQUER coisa e encontre a felicidade. Sendo em cima do arroz branco no alho e com gengibre então... putz, praticamente um orgasmo. Na hora da sobremesa é que eles meio que foram 50% geniais, e 50% estranhos. Thai Jewels crushed coconut ice, pra gente, foi "gelatininhas coloridas geladinhas com leite de coco". Divertido, mas não pediria novamente. Agora o Ovaltine Kulfi, caramelized banana and spiced milk chocolate sauce é pafudê! Trata-se de um sorvete indiano com Ovomaltine e banana caramelizada. Curiosa sensação de estar provando praticamente um brigadeirão gelado com sotaque asiático. Luxo! Acho que na nossa próxima ida ao Spice Market (porque é LÓGICO que voltaremos!), o menu degustação não seria mais uma opção. Talvez já iríamos direto em algumas coisas que não fizeram parte dessa seleção. Mas pra uma primeira vez, 85 reais por pessoa pra ter a chance de provar tanta coisa bacana assim é um baita negócio! 

Spice Market 
403 west 13th Street 
Meatpacking District - NYC 
Fone: 212 675 2322
www.spicemarketnewyork.com 
Todos os cartões

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

Diogo Carvalho