22/08/2019

8 perguntas para a fotógrafa Letícia Remião

Victoria Campos

Em homenagem ao Dia Mundial da Fotografia, comemorado em 19 de agosto, conversamos com uma fotógrafa referência nos registros gastronômicos. Letícia Remião trabalha na área há mais de 20 anos e é publicitária por formação.

Como iniciou a sua carreira?
Durante a faculdade, fui monitora de fotografia e participei de projetos finais com foco na área. No meu último ano de graduação, comecei um estágio no estúdio do Celso Chittolina, fotógrafo publicitário e meu ex-marido. Fui assistente por cerca de cinco anos antes de registrar minha própria empresa e de trabalhar para o mercado publicitário.

Como começou a sua trajetória na fotografia gastronômica?
A Milene Leal, editora da Entrelinhas, responsável pela Revista Estilo Zaffari, me fez um convite tentador. Ela estava redesenhando o projeto e queria o meu olhar para as pautas principais, que eram de gastronomia. Ela me deu a liberdade de criar e de produzir as fotos. Na época, eu não fotografava alimento, mas sempre fui uma apaixonada por esse universo. Hoje, já são 16 anos de colaboração ininterrupta nas seis edições anuais, com inúmeras capas e pautas realizadas.

Você já utilizou truques para deixar a comida mais apetitosa na foto?
Não uso e não gosto de artifícios. Gosto da verdade, não poupo esforços para me adaptar às situações das cozinhas onde trabalho e de usufruir da beleza que existe no mundo real.

Por que você acha que as pessoas passaram a gostar tanto de fotografias gastronômicas?
Acho que pode ser um pouco de modismo e um interesse real pelo o que se está consumindo. Existe todo um
movimento de culto aos ingredientes, ao preparo do alimento e ao trabalho dos chefs. E se criou espaço na grande mídia e nas redes sociais para esse assunto.

Por que você optou por esse segmento?
Na verdade, eu não optei. Aconteceu de eu me envolver em função da revista, e o mercado, que já me consumia, passou a ver em mim uma opção para fotografar na gastronomia. Mas fotografo muitas outras coisas: design, gente, arte, moda...

Quais são suas inspirações?
Inspiro-me em pessoas criativas e produtivas. De qualquer área, idade ou lugar. Gosto muito de boas histórias de
vida e de conectar ideias. Inspiro-me muito na natureza. Na simplicidade e na complexidade do mundo ao nosso redor.

Você fotografa só com câmeras profissionais ou também com smartphone? Acredita que é possível fazer boas fotos com celulares?
Em trabalhos, costumo fotografar com equipamento profissional. Mas adoro fotografar com o meu iPhone.
Sempre gostei. Desde o lançamento dos smartphones, sempre encarei essas câmeras como uma nova linguagem a ser explorada. Sim, acho que se pode fazer fotos ótimas com celulares. Na verdade, o que importa é o olhar, não o equipamento.

Que dicas você pode compartilhar para quem adora fotografar suas refeições?
Olhem para o seu objeto e para o ambiente com atenção. Perceba como a luz incide, e posicione o prato ou o ingrediente aproveitando-a na medida do possível. Acho que para fotografar bem tem que haver interesse pelo objeto fotografado. Mire naquilo que você tem prazer.

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Victoria Campos