24/01/2019

8 perguntas para Giovanna Grossi

Amanda Xavier

Foto: João Rosa

A alagoana de 27 anos foi a primeira brasileira a chegar a final do Bocuse d'Or, um dos mais prestigiados concursos de alta gastronomia do mundo. Giovanna venceu a etapa brasileira em 2015, depois foi campeã da fase da América Latina e na sequência ficou entre os 15 melhores do mundo. Em 2018, foi convidada para ser presidente do Bocuse d'Or Brasil e é a primeira mulher a assumir o cargo.

Como começou a sua trajetória na gastronomia?

Meus pais têm restaurante, eu nasci dentro da cozinha. A gente passava noites lá, dormia entre cadeiras. Então eu acho que acabei sendo influenciada por esse meio. Aí, fui estudar gastronomia e me apaixonei. Fiz dois anos em São Paulo, fui para a França fazer um curso de seis meses e acabei ficando quatro anos, dois anos na França e dois anos na Espanha, depois voltei para o Brasil.

O que significa para ti ser a primeira mulher na presidência do Bocuse d'Or Brasil?

É muito bacana. Ser mulher na cozinha é muito difícil, porque as pessoas ainda falam que mulher é para cozinhar em casa e não para estar em uma cozinha profissional. É uma profissão muito dura, são muitas horas em pé e você trabalha enquanto está todo mundo se divertindo, no final de semana, no feriado... Eu não gosto muito de ficar falando sobre a mulher, é a profissional de cozinha. Claro, é mais difícil ser mulher e eu fico muito feliz por ter sido escolhida, mas não é a Giovanna mulher, é a Giovanna profissional. A minha dedicação que fez o Chef Laurent (presidente anterior do concurso) me escolher para esse cargo.    

Como foi a preparação para participar do Bocuse d'Or?

Eu voltei para o Brasil para participar da competição e quando cheguei lá os outros competidores eram todos homens muito mais velhos, mais experientes do que eu. Eu fiquei um mês e meio me dedicando 100% a isso para dar o meu melhor. Eu não acreditava que eu pudesse ganhar nem a primeira etapa, eu queria mostrar o meu melhor trabalho, que as pessoas se surpreendessem e que eu saísse de lá com algum emprego encaminhado. Para a próxima etapa, fui convidada para estudar na Escola do Chef Laurent que colocou duas pessoas para serem os meus técnicos e, enfim, foi muito treino. Não tem como um atleta correr uma maratona sem treino, tem que ter todos dias de dedicação. Eu fiquei super feliz com o resultado da final, fiquei em 15º de 24, saí realizada, com o sentimento de dever cumprido e com um emprego garantido na Dinamarca.

O que o Bocuse d'Or mudou na sua vida?

Hoje eu acredito muito mais em mim, como profissional e como pessoa. Motivação nunca faltou, faltava acreditar um pouco, um empurrãozinho.

Qual a sua maior fonte de inspiração?

A própria natureza, os próprios ingredientes, os insumos, você saber que está usando produtos que vêm do solo e que as pessoas estão cuidando, é muito bacana quando você vê e se inspira em produtores que amam o que fazem. Eu acho que tudo é uma consequência. Se os produtos já são bem cuidados quando são plantados, a gente também vai fazer isso.

Uma dica para quem está começando na carreira de chef de cozinha?

Primeiro tem que pensar em ser um cozinheiro e não em ser um chef de cozinha. O cozinheiro é aquele que está ali colocando a mão na massa e o chef vem com a experiência de trabalho para gerir a cozinha. Então, você precisa colocar a cabeça no lugar e ser determinado, porque nunca é fácil em qualquer profissão, ainda mais na cozinha. Você ama o que faz ou não aguenta. Tem que ter amor pelo o que você faz para transmitir isso através do prato.

Você tem algum tipo de ritual na cozinha do qual não abre mão?

Para mim tudo tem que estar organizado. Não dá para começar quando está tudo bagunçado, sujo.

Se você tivesse que escolher uma última comida para comer na vida, qual seria?

Acho que seria um Steak Tartare, carne cortada na faca com picles, alcaparras, mostarda e bastante especiarias, com uma saladinha para comer frio mesmo.

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro:

RS Amanda Xavier