15/08/2019

Cozinhar e servir | Luiz Américo Camargo

Destemperados

As expectativas exageradas sobre paixões pessoais, vocações, universidades e carreiras costumam nos pregar algumas peças. É o caso do jovem que, apreciando viagens e lazer, decide cursar turismo ou hotelaria e trabalhar na área – onde descobrirá que vai dar um duro danado, por horas a fio, para que os outros, e não ele, possam viajar e relaxar.

Incluo aqui uma história pessoal, do ano e meio em que estudei engenharia. Um professor entrou na classe, no primeiro dia de seu curso, e mostrou um carro modernoso desenhado à mão. “Quantos aqui também já criaram o seu carro?”. A maioria levantou a mão e começou a falar sobre os conceitos por trás do visual, do motor... Até que o professor retomou a palavra. “Esqueçam, isso não existe. Trabalho de engenheiro é segmentado, de equipe, vocês vão cuidar de uma peça, de um assunto, ninguém vai construir o seu’ carro”. Era o mundo real.

E com a culinária? O fato de você adorar cozinhar em casa, de fazer um almoço elogiado pelos amigos, é o sinal para abraçar a gastronomia? Pode ser, mas cuidado. Se a ideia for fazer parte de um restaurante topo de linha, o negócio será diferente. Talvez você passe muito tempo só zelando pelos caldos. Ou entre cedinho, para a pré-produção, sequer participando da hora do serviço. E fique, enfim, com uma tarefa bastante específica – algo bem provável no caso de chefs que lidam com a chamada cozinha de processo. Em suma, voltando ao professor do parágrafo acima, você não vai desenhar o seu carro e, logo depois, o verá acabado e pronto para correr por aí.

Se você sente felicidade em escolher ingredientes, receitas, cocções e, ao fim, se delicia com o prato, parabéns. Este é um prazer que permanecerá por toda a vida, esteja em casa ou no trabalho, com quem for. Mas, se o seu caminho é mesmo a restauração, saiba que a vocação dominante será a de servir – em mais de um sentido do verbo. Servir a uma causa, a um padrão, a uma equipe, a um plano de cozinha. E servir o público, nutri-lo, acolhê-lo: porque, tais quais os referidos profissionais do turismo e da hotelaria, a sua diversão será cuidar da diversão alheia.

***
Se você gosta de comer e beber bem, e de falar sobre isso, vai gostar também do nosso podcast. O Foodcast é um papo descontraído da equipe de Destemperados sobre gastronomia, dá o play aí!

Receba nosso conteúdo!

Digite um nome válidoDigite um nome válido
Digite um e-mail válidoDigite um e-mail válido

Cadastro efetuado com sucesso!

Erro no Cadastro!

Email já cadastrado!

Mail Chimp erro: